PROFESSORES PODEM AUXILIAR NO DIAGNÓSTICO DE ALUNOS COM TDAH

O Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade, conhecido como TDAH, tem um impacto direto no comportamento de crianças e adolescentes em sala de aula. São aqueles alunos com dificuldades para prestar atenção quando o professor está falando, ficando no “mundo da lua”. O TDAH atinge um grande número de estudantes que muitas vezes não sabem que são portadores do transtorno.

No artigo A Criança com TDAH e a Escola é possível conferir mais informações sobre o impacto do TDAH no desempenho acadêmico de alunos.

No Brasil, não é comum a ajuda dos educadores no diagnóstico do TDAH, ficando normalmente os pais como os únicos responsáveis por recorrerem a especialistas para auxiliarem crianças e adolescentes. Já em países como os Estados Unidos, os professores estão no topo da lista dos solicitantes de diagnósticos infantis do transtorno. Uma pesquisa realizada na capital norte-americana revela que os docentes são responsáveis pelo pedido de 46,4% desses diagnósticos, enquanto que 30% dos pais foram os primeiros a reconhecer a possibilidade do TDAH nas crianças.

É importante destacar que o papel dos professores é apenas o de indicar a investigação clínica para os alunos, não havendo responsabilidade com o diagnóstico, que é realizado por médicos. A realidade brasileira aponta que o conhecimento de educadores sobre o transtorno é escasso, o que dificulta o auxílio a estudantes com TDAH. Por isso, é importante que os professores tenham acesso a essas informações, que podem melhorar o desempenho escolar e a qualidade de vida de diversos alunos.

O texto Qual o papel dos professores para o diagnóstico de TDAH? traz mais detalhes sobre a questão.

É importante enfatizar que muitas pessoas chegam à vida adulta sem ter o diagnóstico de TDAH, o que causa muitos transtornos e dificuldades na vida profissional e acadêmica. Esse teste é indicado para adultos e, dependendo do resultado, é importante buscar a ajuda de um profissional para um diagnóstico apropriado.

Compartilhe esse Post