LETRAMENTO PRECOCE PODE SER PREJUDICIAL, APONTAM ESPECIALISTAS

Apostar em atividades ligadas à leitura e à escrita ou em jogos e atividades lúdicas? O tema não é unanimidade, já que o letramento precoce é um assunto que ainda gera polêmica nas instituições de ensino.

A brincadeira como chave para o desenvolvimento infantil é defendida pela teoria pedagógica Waldorf. De acordo com essa visão, até os sete anos de idade, as crianças devem ter uma única responsabilidade: participar de jogos e atividades lúdicas como forma de preparação para o desenvolvimento neurológico e sensorial.

Saiba mais sobre Rudolf Steiner, o filósofo e educador austríaco e a pedagogia Waldorf na matéria "Rudolf Steiner: o defensor da sensibilidade", no site da Revista Nova Escola.

Conforme essa teoria pedagógica, as crianças devem ser estimuladas com atividades criativas, que são mais importantes do que aprender a ler o próprio nome, por exemplo. Outro defensor dessa ideia é o psicólogo Lev Vygostsky (1896-1934), que considerava a alfabetização parte de um processo longo e repleto de etapas.

Na matéria "Entenda Porque o Letramento Precoce Pode Ser Prejudicial", da revista Educação, é possível conferir mais detalhes da visão de que aprender a ler e a escrever antes do tempo pode excluir etapas do desenvolvimento infantil.

Compartilhe esse Post