ERRAR FAZ PARTE DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM, DEFENDEM ESPECIALISTAS

A experiência de falhar na escola pode ser positiva. É o que defendem especialistas na área de educação. Para eles, errar no ambiente escolar ensinará os alunos a se recuperarem em situações mais difíceis na vida adulta. O erro, portanto, seria uma forma de conseguir lidar com derrotas e assim desenvolver a capacidade de enfrentar dificuldades.

Na matéria As escolas deveriam ensinar os alunos a falhar do site Educar Para Crescer você confere mais detalhes sobre o assunto.

O erro também é uma possibilidade de autoconhecimento e é importante que essa abordagem seja transmitida aos estudantes. Afinal, o medo de falhar pode paralisar o aluno a ponto de ele evitar tentativas para não cometer novos erros. Esse comportamento pode afetar a capacidade de enfrentar desafios e obter novas conquistas, não apenas no aspecto acadêmico, mas de forma geral.

A reportagem O papel do erro no processo de aprendizagem do site Língua Portuguesa também trata do tema e traz novas reflexões sobre o papel dos professores nesse contexto.

No meio da tecnologia, o erro como um instrumento pedagógico é lembrado pelo desenvolvedor de jogos de matemática Guy Vardi. Ele considera que as falhas são muito mais toleradas em games do que na escola. “O erro, contudo, é importante, porque ajuda a pessoa a escolher novos caminhos e novas abordagens”, ressalta.

Na matéria Tecnologia deixa aluno mais tranquilo para errar do site Net Educação, Guy Vardi revela mais pormenores sobre o seu ponto de vista.

Compartilhe esse Post